domingo, 5 de julho de 2015

OBSCURANTISMO E DESCONSTRUÇÃO DE DEUS V

Rm. 1: 21 a 28 - "... porquanto, tendo conhecido a Deus, contudo não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes nas suas especulações se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu. Dizendo-se sábios, tornaram-se estultos, e mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis. Por isso Deus os entregou, nas concupiscências de seus corações, à imundícia, para serem os seus corpos desonrados entre si; pois trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram à criatura antes que ao Criador, que é bendito eternamente. Amém. Pelo que Deus os entregou a paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural no que é contrário à natureza; semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para como os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a devida recompensa do seu erro. E assim como eles rejeitaram o conhecimento de Deus, Deus, por sua vez, os entregou a um sentimento depravado, para fazerem coisas que não convêm."
Obscuro é um adjetivo que possui diversos sentidos semânticos, mas no contexto deste estudo interessa apenas um: "que não possui luz." Traz em si a ideia de 'escuro', 'tenebroso', 'sombrio', 'negro'. Estas qualificações se referem a pessoas e não a uma situação ambiental, necessariamente. Trata-se, portanto, de alguém que, mesmo tendo conhecimento intelectual, permanece sem o conhecimento espiritual. Neste sentido há profundo obscurantismo entre todos os homens cujas vidas permanecem fora da luz de Deus. Tais pessoas, ainda que, religiosas, cientistas, literatos, ateias, sincréticas e universalistas formulam um programa de vida apenas pelo que se pode deduzir por suas almas e não pelo espírito. Por causa da queda, a saber, da morte espiritual para Deus, a alma assumiu o controle da vida do homem com base apenas na vontade, no desejo e nas decisões psicológicas. Por isto é dito em Tg. 3:15 - "Essa não é a sabedoria que vem do alto, mas é terrena, animal e diabólica." No texto grego koinê a palavra 'animal' é 'psikê', ou seja, relativo à alma ou almática. Assim, o homem não regenerado possui um tipo de luz, ou seja, sabedoria terrena, almática e diabólica, porque não pode penetrar nas coisas celestiais, age pela mente psíquica a qual é controlada pelo Diabo. 
Uma das formas mais recorrentes de tentar desconstruir Deus é colocando palavras em sua boca. Por outras letras, é dizer em nome de Deus aquilo que ele não disse. Muitos, diante de situações indesejáveis dizem: "Deus irá abençoar...", "Deus está dizendo...", "isto é a vontade de Deus...", "Deus manda um recado para você..." e por aí vai. Primeiramente Deus não manda recadinhos, provocações ou indiretas para ninguém. Secundariamente, tudo o que se pode conhecer de Deus está na revelação compendiada, ou seja, nas Escrituras. Finalmente, Deus não necessita que ninguém diga o que ele deseja ou quer fazer. Ele mesmo mostra isto em diversas passagens das Escrituras, das quais selecionou-se Jr. 23: 16 a 18 - "Assim diz o Senhor dos exércitos: não deis ouvidos as palavras dos profetas, que vos profetizam a vós, ensinando-vos vaidades; falam da visão do seu coração, não da boca do Senhor. Dizem continuamente aos que desprezam a palavra do Senhor: paz tereis; e a todo o que anda na teimosia do seu coração, dizem: não virá mal sobre vós. Pois quem dentre eles esteve no concílio do Senhor, para que percebesse e ouvisse a sua palavra, ou quem esteve atento e escutou a sua palavra?" É o que se vê hoje nas religiões obscuras que predominam no mundo. Falam em nome de Deus e ensinam apenas arrogância, competitividade por bens materiais, barganhas com Deus. Eles falam da visão dos seus corações, mas as Escrituras dizem que o coração decaído do homem é o que há de mais obscuro conforme Jr. 17:9 e 10 - "Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o poderá conhecer? Eu, o Senhor, esquadrinho a mente, eu provo o coração; e isso para dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das suas ações." O que mais se vê no dia a dia é alguém dizendo: "siga o seu coração e tudo dará certo." É lamentável que o Diabo produza um tipo de sabedoria terrena e almática no homem.
Os denominados líderes são recebidos como virtuoses de Deus na Terra, entretanto, eles não foram enviados por Ele conforme Jr. 23:21 - "Não mandei esses profetas, contudo eles foram correndo; não lhes falei a eles, todavia eles profetizaram." Verifica-se nas grandes denominações religiosas esta tendência de os líderes se apresentarem em nome de Deus. Tudo isto faz parte de um sistema terreno, almático e diabólico para saquear os homens e suas almas não regeneradas continuarem na dependência do sistema mundano. Muitos permanecem nesses sistemas religiosos até o último dia, sendo enganado e enganando a outros. Neste ponto alguém pode dizer: "mas eles não têm culpa, logo, são inocentes. Deus deve livrá-los por isso." Ninguém é inocente sobre a realidade de Deus e sua mensagem contra o pecado. Tal mensagem está revelada até mesmo nas coisas criadas. Há uma revelação moral na consciência do homem que o faz refletir se algo é certo ou errado. Quando alguém é tocado sobre tais aspectos e permanece no erro é isto é o que lhe agrada a alma. A alma do homem busca desesperadamente ser recompensada com alegria, sucesso, fama e poder. Desta forma são inescusáveis conforme Rm. 1:19 e 20 - "Porquanto, o que de Deus se pode conhecer, neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. Pois os seus atributos invisíveis, o seu eterno poder e divindade, são claramente vistos desde a criação do mundo, sendo percebidos mediante as coisas criadas, de modo que eles são inescusáveis." Portanto, ninguém é inocente, porque a natureza pecaminosa subjaz na mente do homem e tudo quanto Deus propôs fazer para revelar esta natureza decaída e indicar o caminho, ele já o fez. 
Acerca dos que iludem e são iludidos com aquilo que pregam está revelado em Jr. 23:31 a 32 - "Portanto, eis que eu sou contra os profetas, diz o Senhor, que furtam as minhas palavras, cada um ao seu próximo. Eis que eu sou contra os profetas, diz o Senhor, que usam de sua própria linguagem, e dizem: Ele disse. Eis que eu sou contra os que profetizam sonhos mentirosos, diz o Senhor, e os contam, e fazem errar o meu povo com as suas mentiras e com a sua vã jactância; pois eu não os enviei, nem lhes dei ordem; e eles não trazem proveito algum a este povo, diz o Senhor." Furtar é tomar posse do que é alheio sem que o dono esteja presente e autorize. Usar a própria linguagem para pregar um evangelho humanista e universalista é desonestidade espiritual, almática e intelectual. Enganar e aguçar os desejos errados nos corações, alimentando sonhos contaminados pelo pecado é feitiçaria humana sob o comando do Diabo que é o pai da mentira. É recorrente ver em certas igrejas líderes dizendo que Deus tem um sonho, outros dizendo que o religioso deve exigir coisas de Deus, porque ele fez promessas e, portanto, é obrigado a cumpri-las. Ainda há os que dão ordens de comando a Deus para que ele faça ou deixe de fazer algo. Tratam Deus da mesma forma que tratam os falsos demônios que expulsam de mentira. Também há aqueles que incentivam o religioso a alimentar sonhos e exigir que Deus os faça acontecer. Nada disso tem respaldo nas Escrituras e não passa de linguagem adaptada pela natureza pecaminosa para tentar barganhar com Deus. Entretanto, Deus não comete enganos e não se deixa enganar!
Cuidado! Você pode estar participando de um intenso programa de obscurantismo e desconstrução de Deus, imaginando que está seguindo a verdade...
Sola Gratia!
Sola Fides!
Sola Scriptura!
Soli Deo Gloria!
Solo Christos!

Nenhum comentário: