quarta-feira, 8 de maio de 2013

SOBRE O FIM DOS TEMPOS XXXII

Ap. 8: 1 a 13 - "Quando abriu o sétimo selo, fez-se silêncio no céu, quase por meia hora. E vi os sete anjos que estavam em pé diante de Deus, e lhes foram dadas sete trombetas. Veio outro anjo, e pôs-se junto ao altar, tendo um incensário de ouro; e foi-lhe dado muito incenso, para que o oferecesse com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro que está diante do trono. E da mão do anjo subiu diante de Deus a fumaça do incenso com as orações dos santos. Depois do anjo tomou o incensário, encheu-o do fogo do altar e o lançou sobre a Terra; e houve trovões, vozes, relâmpagos e terremoto. Então os sete anjos que tinham as sete trombetas prepararam-se para tocar. O primeiro anjo tocou a sua trombeta, e houve saraiva e fogo misturado com sangue, que foram lançados na Terra; e foi queimada a terça parte da Terra, a terça parte das árvores, e toda a erva verde. O segundo anjo tocou a sua trombeta, e foi lançado no mar como que um grande monte ardendo em fogo, e tornou-se em sangue a terça parte do mar. E morreu a terça parte das criaturas viventes que havia no mar, e foi destruída a terça parte dos navios. O terceiro anjo tocou a sua trombeta, e caiu do céu uma grande estrela, ardendo como uma tocha, e caiu sobre a terça parte dos rios, e sobre as fontes das águas. O nome da estrela era Absinto; e a terça parte das águas tornou-se em absinto, e muitos homens morreram das águas, porque se tornaram amargas. O quarto anjo tocou a sua trombeta, e foi ferida a terça parte do Sol, a terça parte da Lua, e a terça parte das estrelas; para que a terça parte deles se escurecesse, e a terça parte do dia não brilhante, e semelhantemente a da noite. E olhei, e ouvi uma águia que, voando pelo meio do céu, dizia com grande voz: ai, ai, ai dos que habitam sobre a Terra! por causa dos outros toques de trombeta dos três anjos que ainda vão tocar."
Nesta cena João presencia a abertura do sétimo e último selo por Cristo, o Cordeiro de Deus. Neste momento há um profundo silêncio no céu, porque o ponto máximo da redenção chegou ao fim. O livro está completamente aberto e a era da graça de Deus chegou ao fim. Agora será iniciada uma série de juízos tremendos sobre a Terra e no espaço sideral. Chegou-se o tempo da angústia de Jacó conforme Jr. 30:7 - " Ah! porque aquele dia é tão grande, que não houve outro semelhante! É tempo de angústia para Jacó; todavia, há de ser livre dela." Esta é uma referência direta a Israel e aos judeus descendência de Jacó. Embora terão de passar pela grande tribulação, por causa da incredulidade, serão libertados da cegueira espiritual em relação a Jesus, o Cristo a quem rejeitaram. 
Analogamente os hebreus marcharam sete dias em torno da cidade de Jericó para tomá-la, e, no sétimo dia marcharam sete vezes para derrubar as muralhas pelo som das trombetas. De certa forma este fato está se repetindo com a abertura dos sete selos, sendo, que, ao abrir o sétimo selo serão liberados sete juízos para retomada da Terra do domínio de Satanás. Os sete anjos que estão diante do trono do Eterno tocarão uma série de sete trombetas com a abertura do sétimo selo. Outro anjo toma um incensário com dupla função: oferecer as orações dos santificados nos céus como adoração ao Cordeiro e derramar fogo do altar sobre a Terra. A sequência das trombetas produzem na Terra o seguinte:
- Primeiro anjo toca a primeira trombeta - meteoritos, sangue e chuva de fogo sobre a Terra, ferindo a terça parte dela, das árvores e de toda cobertura vegetal.
- Segundo anjo toca a segunda trombeta - cai sobre os oceanos e mares um grande monte ardente, ferindo a terça parte da vida nas águas salgadas que se tornaram em sangue e destruindo a terça parte das embarcações. 
- Terceiro anjo toca a terceira trombeta - cairá do espaço um grande meteoro chamado por João de estrela, porque era incandescente. Esta fere as águas doces e mata tudo o nelas há, porque torna as águas amargas, por isto, seu nome é Absinto. Lembre-se que os homens zombaram de Jesus, o Cristo - a água da vida - e do seu sangue que lava os pecados deles. Agora receberão o justo castigo por causa da sua incredulidade.
- Quarto anjo toca a quarta trombeta - agora o juízo é sobre o espaço sideral do sistema solar, afetando o Sol, a Lua e as Estrelas. Isto determinará escuridão na Terra e pavor aos que nela habitam. Esta é a resposta de Deus aos que negaram a verdadeira luz que alumia a todo homem conforme Jo. 1.
Na sequência João vê uma grande águia voando pelo céu e dizendo que ainda haveriam de tocar três outras trombetas. A águia, que, obviamente é um dos ministradores dos juízos de Deus, está lamentando pelos habitantes da Terra por causa dos juízos que ainda os afetarão. Até aqui, os juízos foram diretamente sobre as coisas inanimadas da Terra. As demais pragas serão derramadas sobre os homens, por isso, são chamadas de "ais".
No capítulo dezesseis de Apocalipse observa-se, que, para cada trombeta tocada na abertura do sétimo selo haverá também o derramamento de uma taça da ira de Deus sobre a Terra. Esta é uma harmonização entre o capítulo oito e o dezesseis, indicando que se trata de uma ação coordenada por Cristo e os seus ministradores que são os eleitos e regenerados arrebatados e que estão com Ele. Tais acontecimentos, não são fenômenos naturais destruindo o meio ambiente, mas são juízos divinos. Também verifica-se que em todas as pragas envolve o elemento fogo. Portanto, a Terra será purificada pelo fogo e não mais pelas águas como foi no tempo de Noé.
Sola Gratia!

Nenhum comentário: