segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

ADORAÇÃO, LUGAR E CONTEÚDO

Jo. 4: 20 a 26 - "Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que em Jerusalém é o lugar onde se deve adorar. Disse-lhe Jesus: mulher, crê-me, a hora vem, em que nem neste monte, nem em Jerusalém adorareis o Pai. Vós adorais o que não conheceis; nós adoramos o que conhecemos; porque a salvação vem dos judeus. Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e é necessário que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade. Replicou-lhe a mulher: eu sei que vem o Messias, que se chama o Cristo; quando ele vier há de nos anunciar todas as coisas. Disse-lhe Jesus: Eu o sou, eu que falo contigo."
Um velho pastor foi convidado a pregar em uma certa igreja. Antes de lhe entregarem o púlpito e a palavra ocorreu um período ao qual denominaram de adoração e louvor. O dirigente dos cânticos e orações, tentando levar a platéia à euforia dizia: 'meus irmãosquanto mais louvor e adoração subir, mais bênçãos descerão do céu'. Quando o pastor convidado tomou da palavra afirmou em tom solene: 'os senhores cometeram um grande engano, tentando barganhar as bênçãos de Deus'. Ora, adoração e louvor são prestados pelos que nasceram de novo e não são feitos para obter bênçãos. 
Primeiramente adoração é um substantivo que procede do verbo adorar, o qual traz, no contexto espiritual, a seguinte significação: 'prestar culto à divindade'. O verbo adorar provém do latim 'adorare', que, em última análise, significa: 'orar, pedir orando, adorar'. Desta forma, nem sempre, uma cantoria animada ou gritaria orada são adoração. Adora-se até no silêncio!
O encontro de Jesus, o Cristo com a mulher samaritana traz à luz muitas revelações no tocante à dimensão espiritual. Enquanto a samaritana estava preocupada no estabelecimento de um lugar para adoração, Jesus apontava para o fato que a questão não é de lugar geográfico, mas de relação espiritual. O homem, em seu estado decaído tenta, ingloriamente, desenvolver artifícios para convencer Deus a lhe ser favorável. Julga, e julga mal, ter o poder decisório sobre a salvação da sua culpa do pecado. Madame Guyon afirmava:'oro, não para convencer a Deus, mas até que Ele me convença.' Portanto, buscar lugares, maneiras e conteúdos para estabelecer uma ligação com o Deus Eterno é desconhecê-lo. Neste sentido é que a religião se mostra como uma mera criação humana. Visto que religião é a tentativa de o homem religar-se a Deus por seus próprios esforços e desempenho, logo, é uma ação humana. Deus jamais fundou qualquer religião.
Secundariamente, adoração é um ato espiritual e não sensorial ou ritualístico. Cristo define claramente à mulher: 'nós adoramos o que conhecemos...' Obviamente só se pode adorar o que se conhece. Jamais se poderá estabelecer um ato de adoração a Deus sem conhecê-lo. Por todas estas razões Cristo define que o lugar de adoração é no espírito e não em lugares físicos específicos. Quando alguém sobe a um monte para adorar estabelece, neste ponto, um ato de desempenho pessoal como base de méritos e justiça própria. Adora-se a Deus em espírito e em verdade, a saber, por meio da vida de Cristo internalizada pela inclusão do pecador em sua morte de cruz. É por meio do novo nascimento que o pecador é regenerado e ganha a vida de Cristo. Esta vida interior é a sede da adoração, porque Cristo é a verdade conforme Jo. 14:6 - "Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." Ele é o método de Deus, Ele é a verdade de Deus, e Ele é a vida eterna. Por estas razões é que ninguém pode adorar fora de Cristo, pois ninguém vai até Deus fora de Cristo. Estas verdades só se revelam aos que tiveram o seu pecado aniquilado em Cristo conforme Hb. 9:26 - "...doutra forma, necessário lhe fora padecer muitas vezes desde a fundação do mundo; mas agora, na consumação dos séculos, uma vez por todas se manifestou, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de si mesmo."
O fato é que, o Espírito só se adora por meio de espírito. Isto significa dizer que o Espírito Santo de Deus só recebe comunicação por meio do espírito regenerado do homem. O que passa disso é apenas religião barata e vazia de conteúdo espiritual. Pode haver até efervescência sensorial ou almática, mas não adoração em espírito e em verdade. Além disto tudo, é Deus quem procura os seus verdadeiros adoradores e jamais o contrário. Portanto, perdem tempo, energia e a própria possibilidade de adoração aqueles que saem à busca de lugares, formas e conteúdos de adoração não ressurrecta. Apenas aqueles que morreram em Cristo e ressuscitaram juntamente com Ele podem adorar em espírito e em verdade, porque apenas eles ganharam a graça da morte, da suas mortes, na morte de Cristo. A estes o Pai busca para adoração e recebe seus louvores e ações de graça, porque Ele os vê através do Seu Filho Unigênito e Primogênito entre os mortos.
Jesus, o Cristo ensina como e onde se deve orar em Mt. 6: 6 a 8 - "Mas tu, quando orares, entra no teu quarto e, fechando a porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará. E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios; porque pensam que pelo seu muito falar serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes." Apenas os que são filhos podem orar em espírito e em verdade, porque é o Espírito Santo quem traduz suas orações.
Sola Gratia.

Nenhum comentário: