quarta-feira, 6 de março de 2013

SOBRE O FIM DOS TEMPOS XII

Ez. 38: 1 a 9 - "Veio a mim a palavra do Senhor, dizendo:  Filho do homem, dirige o teu rosto para Gog, terra de Magog, príncipe e chefe de Meseque e Tubal, e profetiza contra ele, e dize: assim diz o Senhor Deus: eis que eu sou contra ti, ó Gog, príncipe e chefe de Meseque e Tubal; e te farei voltar, e porei anzóis nos teus queixos, e te levarei a ti, com todo o teu exército, cavalos e cavaleiros, todos eles vestidos de armadura completa, uma grande companhia, com pavês e com escudo, manejando todos a espada; Pérsia, Cuxe, e os de Pute com eles, todos com escudo e capacete; Gomer, e todas as suas tropas; a casa de Togarma no extremo norte, e todas as suas tropas; sim, muitos povos contigo. Prepara-te, sim, dispõe-te, tu e todas as tuas companhias que se reuniram a ti, e serve-lhes tu de guarda. Depois de muitos dias serás visitado. Nos últimos anos virás à terra que é restaurada da guerra, e onde foi o povo congregado dentre muitos povos aos montes de Israel, que haviam estado desertos por longo tempo; mas aquela terra foi tirada dentre os povos, e todos os seus moradores estão agora seguros. Então subirás, virás como uma tempestade, far-te-ás como uma nuvem para cobrir a terra, tu e todas as tuas tropas, e muitos povos contigo."
No tocante às profecias bíblicas surgem sempre a dúvida e o ceticismo em relação à veracidade e cumprimento destas. É típico do homem querer respostas para tudo, até mesmo para perguntas que jamais serão feitas. Entretanto, só admite como válido aquilo que lhe interessa para atingir seus objetivos puramente terrenos e horizontalizados. Deus, entretanto, não tem nenhum compromisso com as expectativas humanas, porque o seu "supremo propósito" já foi preordenado antes dos tempos eternos. Ele o cumprirá, gostando ou não os homens conforme Jr. 1:12 - "Então me disse o Senhor: viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir."
Nesta mesma linha de entendimento é notório que os judeus tenham rejeitado Jesus, o Cristo como o seu Messias ansiosamente aguardado por milênios. E por que rejeitaram Aquele por quem esperaram por tantos séculos? Porque as profecias pintavam dois retratos d'Ele: o Cristo vitorioso e que restabeleceria o reino de Israel; e o Cristo sofredor que padeceria e seria entregue à morte. Os judeus fixaram os olhos apenas no Messias vitorioso, porque esta era a sua expectativa terrena, ou seja, desejavam se livrar do domínio do império romano e voltar aos tempos de glória de Salomão e Davi. Eles davam ênfase literal às profecias que apresentavam o Salvador vitorioso, porém davam ênfase simbólica ao Salvador sofredor. Por isto Jesus, o Cristo responde aos discípulos da seguinte maneira em At. 1: 6 e 7 - "Aqueles, pois, que se haviam reunido perguntavam-lhe, dizendo: Senhor, é nesse tempo que restauras o reino a Israel? Respondeu-lhes: a vós não vos compete saber os tempos ou as épocas, que o Pai reservou à sua própria autoridade." Portanto, fixar datas para os acontecimentos proféticos não é da competência humana.
Relativamente às profecias de Ezequiel dar-se-á ênfase aos capítulos 38 e 39, porque retratam com mais clareza as batalhas finais das nações umas contra as outras, e de todas contra Israel. Tudo isto será para o engradecimento do nome de Deus e para o emudecimento dos povos e nações chafurdados em sua arrogância pecaminosa conforme Ez. 38:16 - "Nos últimos dias hei de trazer-te contra a minha terra, para que as nações me conheçam a mim, quando eu tiver vindicado a minha santidade em ti, ó Gogue, diante dos seus olhos." Verifique que é Deus e não o Diabo que fará os povos e nações marcharem contra Israel. É notório que seja assim, porque a tendência do homem legalista e religioso é querer advogar em favor de Deus. Todavia, ele não necessita de advogados e defensores públicos, posto que é soberano, justo  e perfeito em todas as suas ações. 
Inicialmente é necessário esclarecer, que, na profecia é comum referir-se a um povo ou lugar, valendo-se dos nomes dos seus ancestrais primitivos. Estes nomes que aprecem nos textos em tela não coincidem com os nomes das atuais etnias que habitam nas regiões correspondentes. Todavia, isto não muda em nada a verdade e a autenticidade da Palavra de Deus. Desta forma pode-se dizer que Gog ou Gogue é o nome que Ezequiel atribuiu ao anticristo da perspectiva dele há mais de 2.500 anos atrás. Assim, Gog é o nome que se dá a Satanás quando assume a forma humana. Ezequiel viu o domínio do anticristo em três dimensões físico-geográfica: 
a) Meseque e Tubal; 
b) Pérsia, Etiópia (Cuxe) e Líbia (Pute); 
c) Gômer, Togarma e suas tropas. Magogue ou Magog é o nome do domínio geográfico do governo do Anticristo e não o nome de uma pessoa. Gog ou Gogue é o nome atribuído a Satanás, quando personificado em um homem, como é o caso do anticristo. 
Após o dilúvio os netos de Noé partiram em rumos diferentes e povoaram diferentes porções da Terra conforme Gn. 10: 1 a 3 - "Estas, pois, são as gerações dos filhos de Noé: Sem, Cão e Jafé, aos quais nasceram filhos depois do dilúvio. Os filhos de Jafé: Gomer, Magogue, Madai, Javã, Tubal, Meseque e Tiras. Os filhos de Gomer: Asquenaz, Rifate e Togarma." Desta forma Meseque e Tubal se fixaram entre os Mares Cáspio e Negro na Eurásia e as montanhas do Cáucaso. Estes povos envolvem diversos países que se tornaram independentes da ex URSS, como também a Rússia atual. Estes países serão como exércitos aliados ou de aluguel do anticristo conforme Ap. 17:17 - "Porque Deus lhes pôs nos corações o executarem o intento dele, chegarem a um acordo, e entregarem à besta o seu reino, até que se cumpram as palavras de Deus." Acrescenta-se que Meseque é o nome dos antigos Mosquis, e que dá origem ao nome da capital da Rússia, Moscou. Tubal é o nome de um ancestral de povos que habitaram partes da atual Rússia e da Europa Oriental  e também o nome de um rio dessa região, o rio Tobolsky.
A Pérsia é atualmente o Irã sob o comando de governos muçulmanos que tentam incansavelmente construir armas nucleares e têm como aliados a Rússia e a China. A Etiópia, à época, conhecida como Cuxe possui, na atualidade, estreitíssimas relações históricas com Israel. Lá vivem milhares de "falachas", ou seja, descendentes judeus do rei Salomão. Milhares de "falachim" já migraram para Israel, mas inda há muitos por lá. Estes serão forçados a fugir todos para Israel e a Etiópia fará aliança com o anticristo conforme Dn. 11:43 - "Apoderar-se-á dos tesouros de ouro e de prata, e de todas as coisas preciosas do Egito; os líbios e os etíopes o seguirão." A Líbia chamada no tempo da profecia de Pute é um país de cultura islâmica no norte da África. Passou por grandes turbulências desde 2011 com uma revolução civil sangrenta. Agora ruma a um processo de democratização nos moldes globalizados e a sua tendência será aliar-se ao anticristo conforme Jr. 46: 8 a 10 - "O Egito é que vem subindo como o Nilo, e como rios cujas águas se agitam; e ele diz: subirei, cobrirei a terra; destruirei a cidade e os que nela habitam. Subi, ó cavalos; e estrondeai, ó carros; e saiam valentes: Cuxe e Pute, que manejam o escudo, e os de Lude, que manejam e entesam o arco. Porque aquele dia é o dia do Senhor Deus dos exércitos, dia de vingança para ele se vingar dos seus adversários. A espada devorará, e se fartará, e se embriagará com o sangue deles; pois o Senhor Deus dos exércitos tem um sacrifício na terra do norte junto ao rio Eufrates."
Gômer foi um ancestral primitivo que se fixou no que é hoje a Turquia, sendo que seus descendentes povoaram grande parte da Europa, especialmente a Alemanha. Por isso, Ezequiel se refere a ele e aos seus muitos povos, ou seja, seus descendentes étnicos arianos se unirão no fim dos tempos. Togarma é a Armênia e grande parte do que é hoje a região do Mar Mediterrâneo chegando até a Espanha atual, a qual era chamada de Tarsis. 
O texto de abertura indica claramente que o próprio Deus atrairá estes povos e nações para um confronto final e o palco será a terra santa de Israel. Ali Deus reivindicará a sua santidade, se fará conhecido de todas as nações e derrotará moralmente Satanás na pessoa de Gog ou Gogue. Vê-se que Israel estará absolutamente desprotegido e sem o apoio de quem quer que seja. Isto será assim para que a ação sobrenatural fique evidente e sem contraditório.
Estas nações mencionadas nas Escrituras são referenciadas por historiadores antigos, dentre eles Josefo, Plínio e Salústio. Entretanto, ao que crê, basta o que diz a Palavra de Deus que é uma fonte de história também. 
Sola Scriptura!

Nenhum comentário: