segunda-feira, 26 de abril de 2010

CRER INCONDICIONALMENTE x CRER CONVENCIONALMENTE III


Hb. 11:3 e 4 - "Pela fé entendemos que os mundos foram criados pela palavra de Deus; de modo que o visível não foi feito daquilo que se vê. Pela fé Abel ofereceu a Deus mais excelente sacrifício que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho das suas oferendas, e por meio dela depois de morto, ainda fala." A fé é algo sobrenatural, porque se fosse natural estaria inserida no campo das experiências sensoriais e científicas e não na esfera espiritual. Então necessário é que primeiro se ganhe a fé, para só então, se ter entendimento. Quando se busca primeiro o entendimento, para depois obter a fé, o resultado espiritual é desastroso. A ciência busca a explicação da origem do universo e de tudo o que nele há. A fé afirma que tudo o que há no universo foi produzido pela ordem divina por meio da palavra. Ele disse, e tudo passou a existir exatamente como ele disse! Ele chamou à existência aquilo que não existia e tudo veio a existir conforme o registro de Jo. 1: 1 a 3 - "No princípio era o Logos, e o Logos estava com Deus, e o Logos era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e sem ele nada do que foi feito se fez."
O Logos é uma referência ao poder criativo e eterno de Cristo em Sua pré-existência! Em língua portuguesa, Logos foi traduzido como o Verbo. Os tradutores quiseram dar uma ajuda ao entendimento dos menos doutos. Entretanto, mais atrapalhou do que ajudou, pois as Escrituras não necessitam de muletas, ou facilitação humana. Quando Deus quer se revelar a alguém, douto, ou indouto, Ele certamente o faz.
Não adianta muito entrar em controvérsia sobre a origem e o desenvolvimento das coisas, porque em matéria de fé, ou se crê, ou não se crê. Os debates, polêmicas e controvérsias são interessantes na esfera das ciências humanas. Assim, para os eleitos e regenerados, tanto faz se Deus criou tudo instantaneamente pela palavra, tal como está até hoje, ou se criou para evoluir. O que importa é que Ele é soberano e Todo-Poderoso para criar, sustentar e destruir todas as coisas. Então, quando no Gênesis é afirmado: "No princípio criou Deus os céus e a Terra...", não coloca em discussão qualquer aspectos evolutivo. Apenas afirma que Ele criou, tanto o que está no espaço sideral, como o que está no espaço terrestre. Para o efeito da fé, isto é o bastante! Igualmente quando Ele disse: "Haja luz, e houve luz", não colocou em discussão se a natureza da luz é corpuscular, ou ondulatória. A fé é o veículo para reconciliar a criatura ao Criador por meio da redenção, e isto implica, tanto em seres humanos, como todo o restante da criação. Tudo será restaurado no retorno do Grande Rei.
A base da justiça de Abel é a fé. Quando Abel quis honrar e adorar a Deus, oferecendo-Lhe um substituto, o fez crendo que a redenção do pecador seria feita pelo sacrifício de outro, a saber, de Cristo. Por isso, Abel alcançou a graça diante de Deus, e isto, lhe foi imputado por justiça. O texto sacro não afirma em nenhuma instância que alguém seja justo por si mesmo, mas que é justificado. Espiritualmente falando, "...não há um justo, nenhum sequer..." O pecado entrou no mundo por intermédio de um homem, Adão, e passou a todos os homens, porquanto, todos são pecadores por natureza, antes do que por atos e atitudes. Todos estão mortos em seus delitos e pecados, e, consequentemente, estão destituídos da glória de Deus.
Caim, contrariamente, ofereceu o fruto do seu labor. Ofereceu o suor do seu rosto como obra de justiça própria, consequentemente, desejava obter méritos perante Deus. Por esta razão é que Ele não se agradou da oferta de Caim, mas se agradou da oferta de Abel. O resultado foi o desenvolvimento da ira no coração de Caim, provocando o primeiro fratricídio que se tem notícia no mundo. Neste caso se pode conhecer a árvore pelos seus frutos.
Abel teve fé incondicional, enquanto Caim teve fé circuntancial e meramente convencional. Assim tem sido nas religiões institucionais e horizontalizadas de todos os tempos e lugares.
Sola Scriptura!
Sola Gratia!

Nenhum comentário: