quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

O QUE É E O QUE NÃO É A IGREJA V

Mt. 16:18 e 19 - "Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na Terra será desligado nos céus." Segundo este texto pode-se afirmar que a marca patente da Igreja constituída por Cristo é o fato de o inferno não prevalecer contra ela. Satanás e seus asseclas farão proezas e atentarão permanentemente contra ela, entretanto jamais poderão prevalecer. Esta verdade cristalina não resulta de esforços, piedade e santidade dos eleitos, mas do fato de a Igreja ser o Corpo de Cristo. Sendo ela o corpo, apenas obedece aos comandos da cabeça que é Cristo conforme texto retratado em artigo anterior.
Há hoje centenas de seitas ditas cristãs que na sua arrogância cega, se arvora de serem detentoras de esplendentes poderes. Seus líderes parecem ter sob controle, na mão direita, Deus, e, na mão esquerda, o Diabo. Dão ordens, tanto àquele, quanto a este. Coitados! Mal sabem que não conhecem Deus e que estão, na verdade, sob o controle do Diabo. Tal afirmação não é um julgamento temerário, bastando para tal, consultar as Escrituras com isenção.
Primeiramente Deus é absoluto e soberano, assim, ninguém poderá movê-lo ou demovê-lo a fazer ou deixar de fazer qualquer coisa. Alguns supõem ser professores de Deus apenas com base em conhecimentos intelectivos acerca das Escrituras. Entretanto, a pergunta é: "Porque, quem esteve no conselho do Senhor, e viu, e ouviu a sua palavra? Quem esteve atento à sua palavra, e ouviu?" - Jr. 23:18. O próprio Deus desafia o homem decaído com as seguintes palavras: "Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor." - Is. 55:8. Estes religiosos que aparecem dizendo-se ser representantes de Deus na Terra, sequer sabem que Ele, o Senhor, não dá a sua glória a ninguém conforme Is. 42:8 - "Eu sou o Senhor; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura."
Foi Blase Pascal quem afirmou o seguinte: "Deus fez o homem a Sua imagem e, o homem, em retribuição fez Deus à sua semelhança." O que ele quiz dizer é que Deus colocou reflexos da Sua glória no homem, e este após ter se rebelado contra o Criador, tenta fazer de Deus um ser humano. Tais comportamentos são perfeitamente visíveis e perceptíveis nas seitas religiosas pretensamente cristãs. Muito do que é denominado cristão, nada tem a ver com Cristo e vice-versa.
Secundariamente, em muitas dessas seitas religiosas falsamente chamadas de cristãs, se vê uma "guerra espiritual" contra Satanás, mas são puramente representações teatrais para impressionar os desprovidos de discernimento e perturbados pelas vicissitudes da vida. Jesus demonstra uma profunda verdade em I Jo. 5:18 a 20 - "Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca; mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca. Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno. E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna." Então, aquele que é nascido de Deus, do alto, ou do espírito não possui mais a culpa e a condenação do pecado, porque isto lhe foi retirado pela justificação na morte com Cristo. Se não é mais pecador por natureza, logo o Diabo não tem poder sobre ele, ou seja, não lhe pode tocar. Contrariamente, o mundo inteiro jaz no maligno, porque partilha da sua natureza decaída e separada de Deus. Também os filhos de Deus recebem misericórdia e graça para conhecer e entender o que é verdadeiro e o que é falso. O verdadeiro é Cristo, logo, estar n'Ele é condição precípua para não ser tocado pelo maligno. Portanto, as portas do inferno não prevalecem e não prevalecerão contra a Igreja que é o Corpo Vivo de Cristo. Esta Igreja nada tem a ver com igrejas institucionais, denominacionais e humanizadas. Portanto é Igreja aquela que é formada por pecadores regenerados e vivificados por Cristo, formando o seu Corpo Vivo.

Nenhum comentário: